Blog
Cronologia
Questionário
Livro de Visitas
Acerca
Mostrar mensagens com a etiqueta Holandeses. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Holandeses. Mostrar todas as mensagens

Frederick Hopkins

1912
Frederick Hopkins (na foto) e Christiaan Eijkman descobrem as vitaminas. Foram ambos agraciados com o Nobel da Fisiologia/Medicina de 1929 por esta importante descoberta. A demonstração de Eijkman de que o beribéri é causado pela má alimentação foi um dos fatores fundamentais para a descoberta das vitaminas.

Jacobus Henricus van't Hoff

1886
Jacobus Henricus van't Hoff introduz o conceito de pressão osmótica, a pressão exercida sobre o sistema formado por duas soluções ou uma solução e um solvente, separados por uma membrana semipermeável, no sentido inverso ao da osmose no mínimo com a mesma intensidade daquela que o solvente faz para atravessar a membrana semipermeável. Jacobus Henricus van't Hoff foi o primeiro laureado com o Prémio Nobel da Química, por este trabalho.

Willem Einthoven

1885
Willem Einthoven descobre o mecanismo do eletrocardiograma, exame na área da cardiologia no qual é feito o registo da variação dos potenciais elétricos gerados pela atividade elétrica do coração. Este é um exame complementar importante no diagnóstico de diferentes doenças cardíacas e outras condições, como é o caso do distúrbio eletrolítico.

Jakob Roggeveen

1722
Jakob Roggeveen descobre a Ilha da Páscoa. Roggeveen atravessou o Pacífico partindo do Chile em três grandes navios europeus, e após dezassete dias de viagem desembarcou na ilha num domingo de Páscoa, daí o seu nome, que permanece até hoje.

Anton van Leeuwenhoek

1675
Anton van Leeuwenhoek descobre os micro-organismos. Depois de ter conhecimento do microscópio de Hooke, decidiu construir um para si próprio e, com esse instrumento, foi o primeiro a observar e descrever fibras musculares, bactérias, protozoários, o fluxo de sangue nos capilares sanguíneos de alguns peixes e os espermatozoides. Leeuwenhoek possuía a maior colecção de lentes do mundo, cerca de 250 microscópios. O seu trabalho viria a ser seguido mais tarde por Robert Brown.

Abel Tasman

1642
Abel Tasman foi o primeiro europeu a avistar a Tasmânia, o qual chamou a ilha de Anthoonij van Diemenslandt em homenagem a seu patrocinador, o Governador-geral das Índias Orientais Holandesas. O nome foi mais tarde encurtado para Terra de Van Diemen pelos britânicos. Tasman foi também o primeiro a chegar à Nova Zelândia, numa viagem que tinha por objectivo a descoberta da Austrália. Em sua homenagem, alguns lugares receberam seu nome: a ilha de Van Diemen's Land recebeu o nome de Tasmânia, o Mar da Tasmânia entre a Austrália e a Nova Zelândia e um parque nacional na Nova Zelândia.

Cornelius Drebbel

1620
Cornelius Drebbel constroi o primeiro submarino navegável, um presente para o rei Jaime I de Inglaterra. A primeira viagem foi feita no rio Tamisa com doze remadores e o submarino ficou submerso durante três horas.

Willem Janszoon

1606
Willem Janszoon realiza a primeira viagem documentada à costa da Austrália, no Golfo de Carpentária. No dia 26 de Fevereiro, Janszoon chega a terra firme perto do rio Pennefather na costa ocidental do Cabo York, em Queensland, perto da cidade moderna de Weipa. Este é o primeiro desembarque registado por um europeu no continente australiano.

Simon Stevin

1605
Simon Stevin demonstra experimentalmente o Teorema de Stevin, um princípio físico que estabelece que a pressão exercida por um fluido depende exclusivamente da sua altura, não da sua forma, dando assim uma explicação ao chamado paradoxo hidrostático. Stevin deu importantes contribuições em muitas áreas da ciência e engenharia, tanto em teoria como prática.