Blog
Cronologia
Questionário
Livro de Visitas
Acerca
Mostrar mensagens com a etiqueta Escrita. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Escrita. Mostrar todas as mensagens

László Bíró

1938
László Bíró inventa a caneta esferográfica. Bíró percebeu que o tipo de tinta utilizada na impressão de jornais secava rapidamente, deixando o papel seco e livre de borrões. Imaginou então criar uma caneta utilizando o mesmo tipo de tinta. Entretanto, a tinta, espessa, não fluia de maneira regular e ele teve de projetar um novo tipo de ponta para a sua caneta. Conseguiu-o através da montagem de uma pequena esfera nessa ponta, o que se tornou um enorme sucesso a nível mundial.

Edgar Allan Poe

1841
Edgar Allan Poe publica The Murders in the Rue Morgue, considerado a primeira obra de romance policial. Allan Poe foi o primeiro escritor americano conhecido a tentar ganhar a vida através da escrita por si só, resultando numa vida e carreira financeiramente difícil. As suas obras influenciaram a literatura mundial, bem como em campos especializados, tais como a cosmologia e a criptografia.

Johannes Gutenberg

1438
Johannes Gutenberg inventa uma prensa móvel que desencadeou a Revolução da Imprensa e é amplamente considerado o acontecimento mais importante do período moderno. Entre as suas muitas contribuições para a impressão estão: a invenção de um processo de produção em massa de tipo móvel, a utilização de tinta à base de óleo e ainda a utilização de uma prensa de madeira semelhante à prensa de parafuso agrícola daquele período. A sua invenção verdadeiramente memorável foi a combinação desses elementos num sistema prático que permitiu a produção em massa de livros impressos e que era economicamente rentável para gráficas e leitores. O trabalho de Gutenberg teve um papel fundamental no desenvolvimento da Renascença, Reforma e na Revolução Científica e lançou as bases materiais para a moderna economia baseada no conhecimento e a disseminação da aprendizagem em massa.

Bi Sheng

1042
Bi Sheng inventa o processo de utilização de tipos móveis aplicados à impressão escrita utilizando blocos de porcelana que serviam para imprimir os caracteres. Utilizava diversos blocos para cada caracter para que pudesse preparar a repetição de um determinado caracter na página. Quando os caracteres não estavam em uso, colocava-os numa caixa de madeira e rotulava a caixa com o devido caracter.

Pānini

450 a.C.
Pānini elabora a primeira gramática conhecida, constituída por 8000 sutras ou aforismos, cuja consistência e encadeamento lógico apresentam notável rigor. A gramática de Panini é convencionalmente usada para marcar o fim do sânscrito védico, introduzindo o sânscrito clássico. Panini resume e sintetiza toda uma tradição, até então apenas oral, de gramáticos indianos anteriores: refere pelo nome a 68 predecessores, inclusive o imediatamente anterior.

Papiro

2500 a.C.
Por volta desta altura os antigos Egípcios desenvolveram a técnica de fabricar folhas de papiro, considerado o precursor do papel. Depois de pronto, o papiro era enrolado a uma vareta de madeira ou marfim para criar o rolo que seria usado na escrita.

Escrita cuneiforme

3500 a.C.
Por volta desta altura aparece a escrita cuneiforme, a primeira forma de escrita conhecida, desenvolvida pelos Sumérios que usavam objetos em forma de cunha para marcar os primeiros símbolos em placas de argila.