Blog
Cronologia
Questionário
Livro de Visitas
Acerca
Mostrar mensagens com a etiqueta Suecos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Suecos. Mostrar todas as mensagens

Gideon Sundback

1912
Gideon Sundback inventa o fecho éclair com as características atuais. Uma versão primitiva do dispositivo, com minúsculos ganchos e argolas, tinha sido desenvolvida pelo engenheiro americano Whitcomb Judson em 1893. Judson criou um artefato rudimentar, composto de ganchos e furos para abrir e fechar os sapatos mas esse tipo de fecho não era muito eficiente: não fechava com facilidade e abria em horas impróprias. Apenas o dispositivo de Sundback se mostrou realmente eficiente e perdura até aos dias de hoje, componente essencial não só em peças de vestuário como em muitas outras formas.

Svante Arrhenius

1895
Svante Arrhenius enuncia a teoria electrolítica da dissociação. Arrhenius verificou que determinadas soluções aquosas conduziam corrente elétrica (solução eletrolítica) e outras não (solução não-eletrolítica). Para justificar o comportamento distinto das soluções, Arrhenius propôs que as moléculas das substâncias, na presença de água, dividem-se em entidades menores, podendo ou não terem carga elétrica. Chama-se eletrólito a substância que, em solução aquosa, sofre o fenómeno da ionização ou da dissociação iónica. Dissociação iónica é a separação dos iões de uma substância iónica quando ela se dissolve na água.

Alfred Nobel

1866
Alfred Nobel inventa a dinamite, invenção que veio facilitar os trabalhos de grandes construções tais como túneis e canais. A dinamite espalhou-se rapidamente por todo o mundo. Nobel dedicava muito tempo aos seus laboratórios, de onde saíram outros inventos (já não relacionados com explosivos), tais como a borracha sintética. Nobel deixou em testamento a indicação para a criação de uma fundação que premiasse anualmente as pessoas que mais tivessem contribuído para o desenvolvimento da Humanidade. Em 1900 foi criada a Fundação Nobel que atribuía cinco prémios em áreas distintas: Química, Física, Medicina, Literatura (atribuídos por especialistas suecos) e Paz Mundial (atribuído por uma comissão do parlamento norueguês).

Carl Wilhelm Scheele

1777
Carl Wilhelm Scheele publica o "Tratado Químico sobre Ar e Fogo", onde expõe o resultado dos seus estudos que levaram à descoberta do oxigénio e do azoto cinco anos antes. Apesar de ter descoberto, de uma forma independente, o oxigénio antes de Joseph Priestley, e o azoto antes de Daniel Rutherford, Scheele acabou por perder esse mérito pois só divulgou o resultado dessas descobertas depois dos outros cientistas a terem divulgado. Deve-se a Scheele também a descoberta do Cloro (Cl) em 1774, do glicerol (C3H8O3) em 1779, do cianeto de hidrogénio (HCN) em 1781 e do ácido túngstico (H2WO4) em 1782.

Anders Celsius

1742
Anders Celsius propõe uma nova escala de temperatura, onde o ponto de congelação da água corresponde ao valor zero e o ponto de ebulição corresponde ao valor 100, observados a uma pressão atmosférica padrão, também chamada de pressão normal. Como existem cem graduações entre esses dois pontos de referência, o termo original para este sistema foi centígrado (100 partes). Em 1948, o nome do sistema foi oficialmente modificado para Celsius durante a 9ª Conferência Geral de Pesos e Medidas, tanto para reconhecimento a Celsius pelo seu trabalho como para eliminar a confusão causada pelo conflito de uso do prefixo centi do Sistema Internacional.