Blog
Cronologia
Questionário
Livro de Visitas
Acerca
Mostrar mensagens com a etiqueta Biologia. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Biologia. Mostrar todas as mensagens

Craig Venter

2010
Craig Venter anuncia a sintetização da primeira forma de vida artificial. Ele e a sua equipa criaram a primeira célula completamente funcional, capaz de se reproduzir, controlada por ADN sintético.

Mary Higby Schweitzer

2005
Mary Higby Schweitzer anuncia a descoberta da primeira recuperação do tecido mole de um dinossauro. Schweitzer e a sua equipa, que já tinham descoberto antes os restos de células sanguíneas em fósseis de dinossauros, anunciam agora a descoberta de tecido mole que permaneceu num Tyrannosaurus rex estudado, bem como a prova de que o espécime em causa era uma fêmea grávida quando morreu. Mais recentemente, o trabalho de Schweitzer mostrou semelhanças moleculares entre Tyrannosaurus e galinhas, proporcionando mais uma prova da ligação existente entre as aves e os dinossauros.

Bert Vogelstein

1989
Bert Vogelstein descobre a função da proteina P53, fundamental nos organismos multicelulares, onde regula o ciclo celular e, portanto, funciona como um supressor tumoral, prevenindo o cancro. Como tal, a P53 tem sido descrita como "a guarda do genoma" devido ao seu papel na conservação da estabilidade, evitando a mutação do genoma. Assim TP53 é classificado como um gene supressor de tumor. Esta foi uma importante descoberta para o desenvolvimento da luta contra o cancro.

Carl Woese

1977
Carl Woese descobre as Archea, um novo reino de seres vivos. Woese estudava a constituição de um micróbio produtor de metano quando percebeu que ele era diferente de qualquer bactéria conhecida, a sua célula era única, produzia enzimas raras e a sua sequência genética era diferente de tudo o que tinha visto. Carl Woese tinha descoberto uma terceira forma de vida, um grupo de organismos unicelulares que chamou de "Archea", uma forma de vida capaz de viver em qualquer lugar do planeta, inclusive nos ambientes mais extremos. Este foi um ponto de viragem na micro-biologia pois veio fez cair a ideia de que todas as bactérias têm estrutura idêntica.

Lynn Margulis

1967
Lynn Margulis enuncia a teoria da endossimbiose, segundo a qual a mitocôndria teria surgido por endossimbiose: a mitocôndria seria um organismo separado que teria entrado em simbiose com células eucarióticas. Margulis foi também uma defensora acérrima da hipótese de Gaia, apresentada por James Lovelock.

Richard Kuhn

1930
Richard Kuhn sintetiza a vitamina A (retinol). Esta vitamina é essencial para a visão, para um crescimento adequado e para a diferenciação dos tecidos. Esta substância encontra-se em abundância nos bróculos, espinafres, abóboras, batata-doce, folhas de beterraba, tomate, melancia, repolho, couve-flor e nas cenouras.

Frederick Hopkins

1912
Frederick Hopkins (na foto) e Christiaan Eijkman descobrem as vitaminas. Foram ambos agraciados com o Nobel da Fisiologia/Medicina de 1929 por esta importante descoberta. A demonstração de Eijkman de que o beribéri é causado pela má alimentação foi um dos fatores fundamentais para a descoberta das vitaminas.

Gregor Mendel

1864
Gregor Mendel estabelece as leis da genética, conjunto de princípios relacionados com a transmissão hereditária das características de um organismo aos seus descendentes. As suas conclusões são resultado de estudos com diversas espécies de plantas, especialmente ervilhas.

Charles Darwin

1859
Charles Darwin formula a teoria da origem das espécies, mostrando que a diversidade biológica é o resultado de um processo de descendência com modificação, onde os organismos vivos se adaptam gradualmente através da selecção natural.